Por Kazuhiro Kurita | 10 julho 2018


O Ministério Público do Trabalho (MPT) de São Paulo lançou o “Pacto pela Inclusão Social de Jovens Negras e Negros no Mercado de Trabalho”. Entre as diretrizes gerais para as empresas signatárias estão a constituição de uma comissão interna para tratar da diversidade dentro da organização, elaboração de censo entre empregados com recorte de raça, cor e gênero e criação de mecanismos de promoção da igualdade. Outras linhas de ação seriam a promoção da diversidade racial nas campanhas publicitárias da empresa e o encaminhamento semestral de informações sobre as medidas adotadas.

O objetivo do pacto é fortalecer ações voltadas à população negra, buscando ampliar a sua inserção e ascensão ao mercado de trabalho. “Nas empresas, é maior o número de pessoas negras nas atividades de base. Conforme se observa a evolução das carreiras, a presença do negro vai diminuindo progressivamente. Somente com ferramentas como esta é possível enfrentar o mercado de trabalho em igualdade de condições”, afirma a procuradora e representante nacional da Coordigualdade (Coordenadoria Nacional de Promoção de Igualdade de Oportunidades e Eliminação da Discriminação no Trabalho), Valdirene Silva de Assis.

Para a procuradora do Ministério Público do Trabalho Elisiane Santos, a iniciativa procura criar condições para a superação do racismo estrutural. “Também pretende aproximar quem quer contratar de quem precisa ser contratado para otimizar o ingresso deste público no mercado de trabalho”, enfatiza.

As instituições que aderem ao pacto passam a fazer parte da rede de inclusão constituída por entidades de movimentos negros, empresas, sindicatos, universidades, organizações sociais e governamentais. O documento possui diretrizes gerais tanto para as empresas signatárias quanto para o próprio MPT, a Organização Internacional do Trabalho (OIT) e as entidades não governamentais da sociedade civil que dele fizerem parte.

Kazuhiro Kurita
é editor da Flamboyant Comunicações, formado em Publicidade e Propaganda e Jornalismo pela Faculdade Cásper Líbero.