Por Paula Prata | 07 outubro 2018

A votação para presidente foi para o segundo turno entre Jair Bolsonaro e Fernando Haddad, assim como também a votação para governador de São Paulo que ficou entre João Dória e Márcio França.

Os cargos de deputados e senadores já foram preenchidos, por mais que sejam cargos menores, a importância deles é enorme. Sem deputados e senadores, leis não são aplicadas e projetos de leis não são aprovados, por isso é de extrema importância pesquisar as propostas e histórico de cada candidato e cobrar o que foi prometido durante a campanha.

Neste especial, trazemos ao leitor a lista de candidatos eleitos para as vagas de Deputado Federal, Deputado Estadual e Senador, também iremos explicar o que cada um faz e porque é tão importante a presença deles dentro do congresso, nesta matéria falaremos sobre os Senadores.

Senador

Ao contrário dos deputados, a quantidade de senadores escolhidos não é grande: São somente dois por estado, a totalidade dos selecionados por estado contabilizam 81 senadores. Os senadores juntamente com os deputados compõem o Congresso Nacional, que é o Poder Legislativo do Brasil, o órgão mais poderoso do país.

As obrigações dos eleitos ao cargo de senador são:

  • Elaborar seu regime interno;

  • Processar e julgar o Presidente e o Vice-Presidente da República, os Ministros do Supremo Tribunal Federal, Membros do Conselho de Justiça e do Conselho Nacional do Ministério Público, Procurador-Geral da República, Advogado Geral da União, Ministros de Estado e os Comandantes da Marinha, do Exército e da Aeronáutica;

  • Aprovar a escolha de: Ministros do Tribunal de Contas indicados pelo Presidente da República; Presidentes e Diretores do Banco Central; Governador de Território; Procurador-Geral da República; Titulares de outros cargos que a lei determina;

  • Autorizar operações externas de natureza financeira, de interesse da União, dos Estados, do Distrito Federal, dos Territórios e dos Municípios;

  • Fixar, por proposta do Presidente da República, limites globais para o montante da dívida consolidada da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios;

  • Aprovar, por maioria absoluta e por voto secreto, a exoneração, de ofício, do Procurador-Geral da República antes do término de seu mandato.

Como podemos perceber, o senador tem um dos papéis mais importantes do país, ficando abaixo somente do presidente da república, formalmente o congresso que dá a última palavra. Portanto, devemos escolher sabiamente nossos candidatos e cobrar suas obrigações uma vez que eleitos para que não sejamos lesados ou passados para trás.

Os candidatos eleitos para o Senado no estado de São Paulo foram Major Olímpo (PSL) e Mara Gabrilli (PSDB).
Redação
Equipe de jornalistas do jornal “O Amarelinho”.