Por | 11 agosto 2017

Quem tem entre 14 e 29 anos e não trabalha nem estuda tem uma grande chance de se capacitar por meio da tecnologia. A ONG Recode está oferecendo os cursos de Jogos de Lógica e Introdução à Programação (16 horas) e Aprendendo a Programar (40 horas). A inscrição pode ser feita no endereço www.recode.org.br/cursosonline.

Segundo a gerente da ONG, Rita Jobim, os interessados podem cursar a qualquer momento. “Embora a preferência seja por jovens desempregados e/ou sem estudar, qualquer pessoa dentro da faixa etária pode se inscrever para os cursos, que têm certificados reconhecidos pela Microsoft”, afirma.

Para receber a certificação, é preciso assistir aos vídeos e concluir a leitura do conteúdo na nossa plataforma digital. Os exercícios são realizados durante o curso e não apenas no final. “Neste processo, um tutor da Recode fica à disposição para ajudar e responder dúvidas de cada aluno individualmente”, garante Rita. 

Estímulo ao protagonismo
Neste primeiro contato com o mundo da programação, os alunos desenvolvem raciocínio lógico e habilidade para resolução de problemas e descobrem um novo horizonte para a atuação profissional. “Acreditamos ser possível estimular o protagonismo desses jovens para eles fazerem uso mais consciente das tecnologias, buscando melhorias para suas vidas e comunidade”, diz Rita.

Rita Jobim
Rita Jobim (Foto: Divulgação/Programa Recode)
Quem concluir os cursos poderá também ser encaminhado a continuar os estudos ou a uma vaga de emprego, além de receber estímulo para empreender. “No momento, temos parceria com a instituição de ensino Estácio, cuja graduação a distância atende a todo país. No Rio de Janeiro, encaminhamos também para cursos técnicos na área de Tecnologia da Assespro (Associações das Empresas Brasileiras de Tecnologia da Informação) e RNP (Rede Nacional de Ensino e Pesquisa).

Em São Paulo a ONG mantém parceria direta com as empresas SND e Via Varejo. “Também buscamos ampliar essas oportunidades por meio de parcerias com entidades especializadas na inclusão de jovens para o mercado de trabalho, como Espro e Rede Cidadã, explica Rita.

Em 2016, o programa teve um total de 6.616 participantes, incluindo os que fizeram os cursos online e presencialmente. Também no ano passado, 136 jovens começaram a trabalhar com incentivo da Recode. “Em 2017, estamos com novas parcerias para ampliar esse número e ainda introduzir esses jovens no universo do empreendedorismo, incentivando-os a gerar renda a partir de suas próprias ideias”, finaliza a gerente.

Sobre a Recode
A ONG é uma organização social voltada ao empoderamento digital. Seu objetivo é formar jovens autônomos, conscientes e conectados, aptos a reprogramar o sistema onde estão inseridos. Com mais de 20 anos de atuação em tecnologia, formação de redes e cidadania, a Recode mantém parcerias com bibliotecas, escolas públicas e instituições comunitárias para a promoção de uma nova consciência e geração de oportunidades aos jovens em situação de vulnerabilidade. A Recode faz parte de uma rede internacional presente em sete países e que já impactou mais de 1,68 milhão de vidas.

Kazuhiro Kurita
é editor da Flamboyant Comunicações, formado em Publicidade e Propaganda e Jornalismo pela Faculdade Cásper Líbero.