Por Viviane Ávila | 27 dezembro 2017

Depois da lista de aprovados para a segunda fase do vestibular 2018 da USP (Universidade de São Paulo), a Fuvest (Fundação Universitária para o Vestibular) divulgou os 35 locais onde as provas serão aplicadas nos dias 7, 8 e 9 de janeiro de 2018, sendo 18 na região metropolitana de São Paulo e 17 no interior do Estado. A lista completa com os endereços está disponível aqui.

Segundo a Fuvest, foram convocados 21.790 candidatos para a segunda etapa, dos quais 2.100 são treineiros. Ao todo, eles disputarão 8.402 vagas oferecidas. Para consultar o local, o candidato deve acessar o site da Fundação com seu nome, CPF ou número de inscrição.  

A segunda etapa será diferente da primeira. Terá dez questões discursivas de português e 16 de biologia, física, história, geografia, inglês, química e matemática, além da prova de redação e mais duas ou três provas específicas conforme o curso escolhido pelo candidato. A previsão é que o resultado final do vestibular seja divulgado no dia 2 de fevereiro.  

A primeira fase da prova foi realizada no dia 27 de novembro em 31 cidades do Estado de São Paulo. Foram 136.736 candidatos inscritos para a prova. Nenhum incidente foi registrado e nenhuma das 90 questões foi anulada.  

Notas de corte


As notas de corte do processo seletivo de 2018 foram divulgados pela Fuvest no último dia 8. Famosa por liderar o ranking de cortes mais altos, Medicina continuou ocupando as três maiores notas da lista, com 76 pontos no campus Butantã, 72 no de Ribeirão Preto e 69 no de Bauru. O quarto lugar ficou com engenharia aeronáutica, com 65 pontos, e o quinto com o curso superior em audiovisual, com 62.  

Cotas

Aprovado pelo Conselho da USP em julho deste ano, este é o primeiro vestibular da Fuvest a adotar o sistema de cotas sociais e raciais. O aumento da reserva de vagas será gradual: em 2018, 37% das vagas deverão ser destinadas a alunos de escola pública. Em 2019 deve subir para 40%, em 2020 deve chegar em 45%, até alcançar 50% em 2021.

Dentro dessa cota da rede pública, deverão ser reservadas vagas para pretos, pardos e indígenas. A proporção deverá ser a mesma da presença dessa população no Estado de São Paulo.   Sisu   A USP ainda disponibilizará outras 2.745 vagas pelo Sisu (Sistema de Seleção Unificada), do MEC (Ministério da Educação).  

O processo de ingresso por esse sistema tem como base de seleção a nota do Enem (Exame Nacional de Ensino Médio) e também seguirá um sistema de cotas: 1.312 vagas serão reservadas para estudantes de escolas públicas de qualquer etnia e outros 1.312 postos serão ocupados por estudantes da rede pública que se declaram como pretos, pardos ou indígenas. Neste ano, a Fuvest não selecionará alunos para vagas no curso de Medicina da Santa Casa de São Paulo. Outras informações podem ser consultadas no manual do candidato.    
Viviane Ávila
é editora do portal O Amarelinho, jornalista multimídia há mais de 15 anos, em impresso, online e audiovisual, além de Comunicação corporativa.