Página inicial > Notícias > Empresa de alimentos qualifica profissionais
Enrico Verzzani é diretor da Zini Brasil | Foto: Kazuhiro Kurita
publicado em 09/04/2017
Empresa de alimentos qualifica profissionais
Zini Brasil promove cursos gratuitos para tentar amenizar o desemprego provocado pela crise.
Para ajudar o País a atravessar a crise econômica e a alta taxa de desemprego, a Zini Brasil resolveu pôr a mão na massa. Ela passa a oferecer dois cursos gratuitos de qualificação na área de alimentação. Afinal, é um dos segmentos menos afetados em períodos de dificuldade.

Segundo o diretor da empresa Enrico Vezzani, o objetivo é permitir que as pessoas possam retomar sua vida. “Este é um país rico de oportunidades e com muito potencial”, diz este italiano de Milão, onde a Zini foi fundada em 1956. Ela está no Brasil desde 1992 fabricando massas artesanais e outros produtos do ramo alimentício.

Vezzani diz que os cursos são dirigidos ao setor de alimentos porque esta é a vocação da empresa e também pelo fato deste segmento comercial ser o mais resistente aos abalos dos últimos anos. “O material didático e o café da manhã são por conta da casa”, garante.

Um dos cursos tem caráter estritamente profissionalizante, o de Vendedores/Distribuidores de Alimentos Ligados ao Conceito da Dieta Mediterrânea. “Estamos retomando um costume antigo da Itália, onde os vendedores visitavam os clientes, anotavam os pedidos, faziam as entregas e recebiam o dinheiro pela venda. Hoje, na cidade de São Paulo, com as restrições aos veículos, é importante termos um exército de representantes atuando nas proximidades de sua residência”, explica.

A assistente de comunicação Claudete Alves e Mônica Rosa, responsável pelos cursos da Zini
A assistente de comunicação Claudete Alves e Mônica Rosa, responsável pelos cursos da Zini (Foto: Kazuhiro Kurita )
No entanto, Vezzani lembra que os restaurantes se profissionalizaram e aumentaram suas exigências. Com isso, os vendedores de alimentos precisam ter um conhecimento profundo sobre os produtos. “Todos os estabelecimentos contam com chefs de cozinhas e nutricionistas. O representante comercial precisa estar preparado para atendê-los”, afirma.

O diretor da Zini diz que quem participa do curso pode atuar como vendedor autônomo da própria empresa ou de qualquer companhia do segmento. Além disso, se a pessoa já conta com uma ocupação pode fazer desta atividade uma  renda extra.

O curso de Produção Caseira de Cappelletti Fatto a Mano serve a três propósitos. Ele ensina a produzir esta iguaria italiana na própria cozinha para a família, como presentes personalizados e até para venda ao mercado de alimentos e aos consumidores finais. “Foi assim que começou a Zini de Milano e pode ser replicado por toda dona de casa que deseja contribuir no orçamento familiar”, ensina Verzzani, acrescentando que as aulas são aos sábados, das 14 às 17h, conforme formação de turma.

Para mais informações sobre os cursos, o interessado pode ligar para do Departamento Escolas no telefone 3931-7993, enviar um e-mail para comunica@zini.com.br aos cuidados de Claudete ou ainda se inscrever no site www.zini.com.br.